terça-feira, 19 de novembro de 2013

linguagem corporal

foram despercebidos sorrisos
crimes imaculados
inocentes pecados
condenados ao acaso
a noite acaba tão depressa
e ainda assim não estamos a sós
seguros
em nosso abrigo confortável
somos o silêncio
berrado
calado
silêncio
sagrado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget