quarta-feira, 4 de abril de 2012

esperma evolucionista

o cigarro eletrônico queimou até a base
acende a apaga hora que quiser
nao gostava das coisas acessas
quando eram bem melhores no escuro
do outro lado da cerca
se vestiu de blazer veludo e couro
confortavelmente abanando o rabo
deitou com o rabo entre as pernas
quanta merda rabiscada
nas paredes e nos braços e mãos
stephen hawkings não disse uma palavra
o que fosse diferente do igual?
todos os medos e óculos de sol
protetores e bloqueadores
independente disso
não sentiu medo na pele
ou na carne ou em umbigo dos outros
quando o fogo que queima as sombras
afastando os passos
em seus devidos lugares pré-fabriados
sorridentes dentes e ornamentos
por entre as brechas que o separam
de toda a realidade magnâmica
dos amáveis castigos reutilizáveis
em singelos toques de recolher
que insistem em procurar
o esforço desnecessário
espalhado pelo chão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget