sábado, 4 de fevereiro de 2012

tapetes baratos

reflexo de vultos nossos
perdidos aos vidros
em pedaços e chão
poeira
nem fato que diga
fossemos diferentes
em olhos ou mãos
ou expressões faciais
desdenhamos o destino
pouco se foram os dedos
arrastados em tapetes baratos
debaixo de tanta sujeira
para trás ficaram os restos
e as doses que embriagam
não anestesiam mais












Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget