segunda-feira, 24 de outubro de 2011

cobertor de fogo

não posso fugir do desejo
cobrindo com decência
sou atraído para a borda
sempre pude esconder
nunca pensei em segredo
não vou longe demais
Limitado em sofrimentos fúteis
mente atormentada
sensibilidade em prazer
hostilidade exposta
na voracidade do saber
ainda não sei dizer o que sei

2 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget