domingo, 15 de janeiro de 2012

atemporal

tempo todo nosso
tempo que passa curto
corre feito louco
cão faminto que ladra e morde
sossegamos em desoportuno
castigados a ressentimentos
lembrando do futuro
em recordes de passado
nesse nosso tempo tanto
perdemos vista do mundo
cansamos de arriscar entender
por que tanto perdemos tempo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget