sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

bagagem

carrego pouco comigo
em pequenos trapos
farrapos lembranças
palavras amor e outra qualquer
como qualquer um
passando vindo voltando
alerta e relapso
cansado de sorrir fingimentos


carrego pouco comigo
pequenos pedaços
felicidades travestidas
sombra de dúvidas
sem pensar em nada
pouco que se veja
vejo em cada cuidado
nenhum esforço necessário
para sairmos ilesos


carrego pouco comigo
meus problemas e conquistas
incomodos e segredos
pesadas angústias
carrego em costas cansadas
todas as decepções da vida
e algumas tantas horas perdidas






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget