terça-feira, 20 de março de 2012

horizontes


chegou mudando tudo de lugar, os móveis, o tapete. atirou o tapete velho e imundo no meio do quintal. andou até a cozinha. abriu os armários. foi retirando os copos de ervilha um a um e os deixou cair no chão enquanto sorria o mais doce sorriso. abriu todas as janelas, fez de gato e sapato a escuridão. ateou fogo nas cortinas. 


-levanta daí e vai ver o dia como está lindo.


e todos os dias foram mais ensolarados dali pra frente.

3 comentários:

  1. chega a transcender de tanta realidade, seus sonhos frustrados

    ResponderExcluir
  2. "e todos os dias foram mais ensolarados dali pra frente."

    Uma verdade incontestável!

    ResponderExcluir
  3. Adorei adorei o poema e o novo layout!!!

    Você visceral e arrasador como sempre ;)

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget