quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

a agonia dos poetas contemporâneos

tinha uma caneta em sua mão direita
a velha espingarda carregada
sobre suas pernas
escreveu sua melhor poesia
cantou todos os versos
e morreu de agonia
com uma bala entalada na garganta

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget