sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

as baratas que morreram afogadas

todas as baratas da cidade
morreram afogadas
lavamos nossas caras
com o sangue da calçada
soubemos andar em círculos
direção oposta ao vento
temos um pouco de alimento
e um livro velho
nada poderia nos impedir
de dançar mais algumas noites

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget