quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

feira livre

vendi todos os medos
em troca de sonhos baratos
carrego comigo a vaidade
não saber sorrir 
mostrar dentes
peco toda vez que acredito em deus
qualquer deus de cal e desespero
sou o dono do mundo
engoli toda a tua cólera 
para que nos matem de fome
matem-nos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget