sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

máquinas enferrujadas

passamos graxa em nossos pés 
descalçados
fugindo do gosto amargo
de tanto tempo que passamos
desacordados
as barbas de molho e elas não crescem
somos crianças perdidas
e precisamos de óculos em momentos
inoportunos
somos parte do acaso
e alguns sorrisos forçados

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget